Como estruturar sua apresentação

O que é a estrutura?

Estrutura tem como finalidade básica dar tranquilidade ao orador, pois tem um caminho a seguir e dar direcionamento à pessoa que vai ouvir.

É fundamental para que você se acalme durante a apresentação e saiba o que deve fazer.

Primeiramente, devemos saber que uma apresentação é uma jornada, ou seja, tem um começo, um meio e um fim.

É importante ter em mente que a sua apresentação nada mais é que uma jornada em que você sai de um ponto e chega em outro, mostrando o caminho para quem está te ouvindo.

O que determina a sua linguagem e como seu público será levado por sua jornada apresenta-se em dois passos:

  1. Estabelecer o objetivo da apresentação.
  2. Entender quem é o seu público, conhecer para quem vai falar.

Por exemplo, ao apresentar o TCC, seu objetivo é passar naquele trabalho, seu público são os professores, pessoas mais formais.

Saber o objetivo e o público determina o que e como você vai falar, além de definir sua linguagem corporal.

Dicas básicas de como começar, desenvolver e terminar a sua apresentação

  • Apresente-se e diga por que você está ali;
  • Desenvolva o assunto de maneira sucinta, básica, com tópicos principais para não cansar a plateia;
  • Conclua seu pensamento, levando o público ao que você queria;
  • Faça as suas considerações finais (“obrigada por me ouvir, até a próxima”).

Após fazer o básico bem feito, conforme exposto na última aula, caso você queira algo mais incrementado, que chame mais atenção e conecte mais com sua plateia, siga a próxima estrutura:

  • História: gera mais conexão e atenção da plateia (será tratada na aula 06);
  • Problema: tem que problematizar e contextualizar o que está falando, de modo que a pessoa que está ouvindo consiga contextualizar aquilo na vida dela, deixar mais palpável, de modo que ela se identifique com você. Contextualiza a história falada;
  • Mensagem final: síntese lógica de tudo que foi falado – como é uma jornada, a mensagem final deve concluir de forma lógica a jornada, sintetizando o que já foi dito.